Campus Machado tem dia agitado com retorno de seus estudantes do técnico e do superior.

O início do semestre letivo foi bastante agitado no IFSULDEMINAS – Campus Machado para receber os quase 450 novos ingressantes  e  demais veteranos.  No técnico são 245 jovens. No superior, outros 196. Porém,  mais 84 vagas das faculdades aguardam o preenchimento via SISu. Durante todo o dia pais, responsáveis e discentes percorreram as dependências da instituição para obter informações, alojar-se e finalizar as atividades de ingresso. Segundo o Coordenador Geral de Assistência ao Educando, Sérgio Luiz Santana, uma das novidades foi a mudança nos  alojamentos.  “Havia uma demanda de 58 meninas e somente 33 vagas. Assim, fizemos a troca e conseguimos alocar todas as solicitações com o mesmo conforto e qualidade. O alojamento masculino transformou-se no feminino e vice-versa.  No masculino ingressaram  outros 45 estudantes.  No superior, 13 das 22 vagas oferecidas já foram preenchidas.

Na parte da tarde os calouros foram reunidos no Espaço Sociocultural e Salão Azul. Lá, diretores, coordenadores e técnicos passaram todas as informações necessárias sobre o funcionamento da instituição.

Para o diretor geral, professor Carlos Henrique RodriguesDSC 0923 Reinato, “temos o desafio de receber esses 450 jovens com uma educação gratuita, de qualidade e que os prepare para o futuro.  São centenas de vidas e o desafio é fazer com que todos possam aproveitar de  forma satisfatória  o ensinamento e a infraestrutura diferenciada que possuímos”.

A caloura machadense Kamilly Vitória Arnaldo Santos, 15, vai fazer o técnico em informática. “Acho muito legal estar aqui. Espero que seja um ótimo período e que eu seja muito feliz. Estou ansiosa para começar logo”.  Karen de Assunção, 14, escolheu o técnico em agropecuária.  “Gosto bastante da área, principalmente de animais. No vestibular, a matemática foi o problema, mas deu tudo certo.  Quero me dedicar muito”.  Para Sabrina Vaz da Silva, 14,  a escolha do técnico em informática se deu porque “a escola é muito boa e o ensino é de melhor qualidade em relação às outras instituições  que vi. Pretendo dar meu melhor e estou muito contente”.

Recepção diferenciada

DSC 0884O campus preparou uma equipe para receber os visitantes. O coordenador de alojamento, Antonio Nicodemos Pereira, o Negão,  explicou que as atividades tem sido normais. “Queremos dar uma boa recepção aos familiares e a seus filhos. Muitos vão ficar longe dos parentes e viver outra vida, em sua segunda família aqui”. É o caso de Maria Divina dos Santos Teles, pedagoga aposentada, de São Paulo, que  trouxe a filha Clara  para o técnico em agropecuária. “Optei pelo campus pois minha sobrinha fez o mesmo curso neste IF e eu já tinha referências.  A expectativa é positiva. Tivemos uma impressão  boa e uma ótima recepção”.  Clara contou que tem  uma influência forte da agropecuária na  família. “Espero aprender muito e que possa me ajudar no futuro profissional”.

Infraestrutura e suporte

A Coordenadoria Geral de Assistência ao Educando (CGAE) funciona no setor I, ao lado da Fadema e da Rádio Estação Cultura FM. No CGAE osDSC 0903 discentes dos técnicos contam com suporte quanto a auxílio estudantil, acompanhamento psicológico e de saúde, assistente social, orientação disciplinar, bem como uniforme.  O telefone para atendimento é o 3295-9723.

Alimentação de qualidade

Na escola são servidas cinco refeições diárias. Os alunos técnicos não pagam nada do café da manhã à ceia. Já os acadêmicos dos cursos superiores tem o valor diferenciado para almoço e jantar. Maria do DSC 0874Socorro Martinho Coelho, nutricionista, tem a expectativa de servir cerca de 850 refeições a cada período no semestre. “Contamos com uma equipe preparada para isso. Hoje  o almoço contou com  uma salada de grão de bico, por exemplo, o que é desconhecido para os novatos. Procuramos sempre inserir ingredientes variados, saborosos e que ampliem o leque de alimentação deles. Esse ano  ainda estamos com um projeto inovador, para tentar reduzir o consumo do sal, usando-o temperado com manjerição, orégano e alecrim. Além disso, temos a opção de arroz e macarrão integrais e outras comidas vegetarianas”, explicou.