Doutor João Emídio comemora 50 anos de formação em Medicina.

O Diretor Presidente da Cooperativa Agrária de Machado (Coopama) e Médico, Dr. João Emídio Gonçalves, completou 50 anos de formação em Medicina e participou de uma cerimônia de honra ao mérito em Belo Horizonte. Ele se formou aos 28 anos de idade, no ano de 1969, na faculdade de Ciências Médicas de Belo Horizonte. Trabalhou inicialmente em Poço Fundo por 3 anos e após isso foi transferido para Machado, sua terra natal. Para o Doutor, Poço fundo é como se fosse sua cidade e se orgulha muito por possuir o título de cidadão poçofundense. Segundo ele a profissão lhe deu uma realização muito grande “cerca de 3 mil pessoas nascerão comigo, durante os 43 anos que exerci a medicina”. Hoje com, 77 anos, considera feliz e bem sucedido em seu propósito, diz também que não se considera velho, mas sim idoso, pois carrega em seus ombros um longa experiência. Disse ainda, que está muito feliz por Deus ter dado a ele saúde e disposição até os dias de hoje, podendo ele assim se dedicar a medicina atendendo em sua clínica e atuando também na Coopama que foi sua segunda opção para mostrar o seu trabalho.

Sobre as dificuldades, diz que enfrentou as maiores nos últimos anos de seu trabalho no serviço público de saúde quando o estado assumiu os deveres com a medicina. Mesmo assim ele superou tudo com honestidade e amor a profissão. “Nunca me considerei o melhor médico, mas me considerava sim, o mais dedicado e entregue a profissão”.

A comemoração dos 50 anos de Medicina

Sempre realizávamos um encontro de 5 em 5 anos, porém nos últimos 15 anos, não realizamos nenhum. E nesse mês de dezembro foi realizado um encontro de 50 anos de “Jubileu de ouro”, que ocorreu em BH, e os médicos receberam homenagens e um certificado de honra ao mérito pela escola onde formaram-se e pela Associação Médica de Minas Gerais, em um teatro repleto. Como parte da comemoração os formandos se hospedaram em um resort em sete lagoas. Lá reuniram-se 31 dos 50 formandos. Para ele a medicina nos dia de hoje está com uma evolução grandiosa, com condições de fornecer aos pacientes meios mais eficazes de cuidado e tratamento. Porém ele reforça que a maior dificuldade é ter a saúde na mão de governantes que não se preocupam com o povo. O cuidado com a saúde das pessoas gera uma cadeia que leva a uma melhor condição de trabalho e uma satisfação melhor fazendo assim com que a economia e a qualidade de vida sejam melhores.